Notícias em O melhor do bairro de Itaquera - Zona Leste, São Paulo, SP

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Sesc oferece aulas de inglês e futebol gratuitas para meninas

Inscrições até 30 de junho

O Sesc Itaquera, em parceria com o Consulado dos Estados Unidos em São Paulo, oferecerão 30 vagas para meninas da rede pública de ensino para aulas gratuitas de inglês e futebol. O projeto é voltado a estudantes nascidas entre 1 de janeiro de 1998 e 1 de agosto de 2000.

As aulas fazem parte do programa “Estrelas do Futebol”, e acontecerão de agosto deste ano a junho de 2014. As atividades serão no período da tarde, no próprio Sesc Itaquera.

As inscrições acontecem até 30 de junho. Mais informações pelo e-mail estrelasdofutebol@itaquera.sescsp.org.br

Telefones (11) 2523-9321 e 2523-9329.

Link: catracalivre

quinta-feira, 06 de junho de 2013

Governo prevê giro de R$ 30 bi com Copa

A Copa do Mundo de 2014 promete movimentar até R$ 30 bilhões nas 12 sedes do evento, além de acelerar os investimentos em infraestrutura. A previsão é do coordenador da Unidade de Entregas de Projetos Prioritários da Secretaria de Planejamento do Estado de São Paulo, Rodrigo Gouvêa. Segundo ele, estudos feitos pelo governo federal e por consultorias apontam investimentos de R$ 3 bilhões apenas em São Paulo. Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 5, durante o seminário 'Efeitos da Copa e Olimpíada na Economia Nacional', realizado pelo FGV/Ibre, na capital paulista.

De acordo com Gouvêa, o Estado está trabalhando para receber as delegações internacionais e mapeou 26 locais, em 22 cidades, para abrigá-las. "Já recebemos 17 visitas de representantes das seleções. Vamos oferecer uma linha de investimento esportivo, com taxa de juro de 2%, para que essas cidades se preparem para receber as seleções", afirmou, lembrando que o Estado de São Paulo também tem uma linha de financiamento para hotéis com a mesma taxa de juro.

Joel Benin, da Secretaria de Grandes Eventos do Ministério dos Esportes, afirmou que o País terá como oportunidade - com a Copa e a Olimpíada - mostrar a diversidade cultural e ampliar a relação comercial com outros países. "São os dois maiores eventos do planeta. Teremos um legado material visível com investimentos do governo, Estado e prefeituras e um legado imaterial, que vai consolidar a imagem do Brasil." De acordo com Benin, estimativas apontam que o País deve receber mais de 600 mil turistas estrangeiros e até 3 milhões de turistas brasileiros durante os eventos.

A vice-prefeita de São Paulo e coordenadora da SPCopa, Nadia Campeão, destaca que a atração de investimentos e a consolidação da cidade como referência no turismo de eventos e negócios podem se transformar em legado para a capital. "Na esteira desses eventos vamos ter outros importantes, como o 64º Congresso da Fifa, em junho de 2014, e a festa da Fifa (Fan Fest), que vai levar cerca de 50 mil pessoas ao Anhangabaú, por exemplo." Ela ainda lembrou da candidatura de São Paulo para ser sede da Expo 2020.

Uma das principais melhorias que o governo pretende deixar para a capital paulista é o desenvolvimento da zona leste. Além da construção do estádio da Copa, o Itaquerão, Nadia ressaltou que o evento ajudará no processo de desenvolvimento, com a criação do complexo viário de Itaquera, orçado em R$ 478,2 milhões, e do Polo Institucional de Itaquera, que pretende incentivar empreendimentos na região. "(O desenvolvimento da zona leste) é um dos pontos focais da gestão municipal."

sábado, 25 de maio de 2013

Ruffinn é apresentado como carnavalesco da Leandro

Vice-campeã do grupo de acesso em 2013, a escola de samba Leandro de Itaquera aposta no retorno do carnavalesco Marco Aurélio Ruffinn para abrir com chave de ouro a primeira noite de desfile do grupo especial.

O artista que fez sucesso em sua primeira passagem pela vermelha e branca quando assinou sete desfiles entre os anos de 1994 e 2000, foi apresentado durante evento realizado em uma casa de shows na zona leste da cidade no último final de semana.

Na ocasião, foi realizado um almoço de confraternização entre diretoria e convidados com direito a apresentação da majestosa bateria, destaques e shows de dança.

Com grande indentidade com a comunidade do Leão, Ruffin que já trabalha no desenvolvimento do próximo Carnaval, divulgará em breve o título oficial e sinopse do novo enredo.

Link:sidneyrezende.com

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Itaquera terá orientação sobre gestão e oportunidades

Restaurantes, bares, cafeterias; agências de turismo, pequenas empresas que ministram cursos de línguas; fabricantes ou distribuidores de brindes; ateliês e lojas de presentes, souvenirs e artesanato. Empresas desses e outros segmentos estão na lista das que receberão visitas de consultores do Sebrae-SP na região de Itaquera, em ação que começa dia 27 de maio e vai até o final do mês de junho.

O objetivo é levar às micro e pequenas empresas (MPEs) da região, que será palco da abertura da Copa FIFA 2014 e receberá milhares de turistas do Brasil e do resto do mundo, informações e orientação sobre os principais temas de gestão de negócios.

“Tendo como base estudo do Sebrae que levantou oportunidades para MPEs de dez segmentos que surgirão antes, durante e depois dos megaeventos esportivos, mapeamos locais de concentração desses empreendimentos e programamos visitas. Além de receber dicas de gestão em áreas como marketing, finanças, recursos humanos e outras, os empresários poderão fazer gratuitamente diagnóstico que avalia o grau de competitividade do negócio, e obter orientações para melhorar aspectos do visual e da organização do espaço de loja”, explica a gerente regional do Sebrae, Maria Alice Alves Moreira. 

A equipe de consultores do Sebrae-SP estará devidamente identificada por crachás e veículo com a logomarca da entidade. Os interessados poderão ainda se cadastrar para receber, por email, material informativo focado nos temas de interesse das empresas, inclusive sobre as principais oportunidades de negócios que devem surgir com a realização do mundial de futebol.

Mais informações sobre produtos e serviços oferecidos pelo Sebrae na região podem ser obtidas pelo 0800 570 0800 ou ligando para  (11) 2074-6601.

Link: sebraesp

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Hospital da Copa lota e Alckmin libera verba

Santa Marcelina vive superlotado com pacientes em macas nos corredores, mas governo anuncia recursos

Pessoas sendo atendidas em macas nos corredores, longas filas de espera no pronto-socorro, pacientes de baixa complexidade sendo encaminhados para outros estabelecimentos por causa da superlotação. Essa situação pela qual passa o Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, é preocupante porque esse é um centro médico de referência para toda a Zona Leste. Mas torna-se ainda mais grave quando se sabe que ele foi escolhido pelos organizadores da Copa do Mundo do ano que vem como estratégico, por estar localizado a menos de dois quilômetros do estádio Fielzão.

Neste sentido, soou como um alívio a visita desta segunda-feira do governador Geraldo Alckmin (PSDB) ao canteiro onde será erguido o novo pronto-socorro do hospital, com investimentos estaduais de R$ 7,5 milhões.

A visita traz certa tranquilidade a pacientes como a aposentada Manuela da Silva, que na quinta-feira perguntava: “Não estão dando conta nem de quem mora na Zona Leste, como vão cuidar dos turistas da Copa do Mundo?”. Naquele dia, ela chegou ao hospital às 7h, foi diagnosticada com trombose na perna e até as 15h não havia sido internada e aguardava sem comer numa cadeira de rodas.

No mesmo corredor onde estava a aposentada Manuela, outra senhora, Darci Damasceno, esperava numa maca pelo atendimento de um médico que estava no centro cirúrgico. “Estou com tumor na cabeça, cheguei aqui às 10h, fiz exames, mas estou esperando o médico olhar o resultado”, afirmou.

Na dura rotina do Santa Marcelina, muitas vezes os pacientes e até mesmo os profissionais perdem a cabeça. Foi o que aconteceu com a médica do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) que trouxe ao hospital o motoboy Marcio Marcolino da Silva, no dia 21 de abril, depois de um acidente. “Fiquei duas horas esperando na ambulância para ser internado e só fui porque a médica chamou a polícia”, contou o motoboy.

A diretoria do hospital reconhece o problema da superlotação e o atribui a alta demanda. Sobre a Copa, afirma que  sem o investimento necessário não terá condições de atender uma demanda extra. “Os recursos estaduais anunciados resolvem o problema atual, mas não nos possibilitam uma demanda adicional ”, disse a assessoria.

Só 17% dos complexos têm certificação internacional

A cidade de São Paulo tem 105 hospitais, mas apenas 17 deles com certificação internacional, um atestado fornecido por agentes externos para verificar se a unidade  está operando de acordo com padrões internacionais de qualidade.  A certificação, uma espécie de ISO, analisa questões como infecção hospitalar e  leva em conta aspectos como qualidade técnica, gestão e atendimento humanizado. O próprio Hospital Santa Marcelina, que será usado como referência para o Mundial,  está em processo de viabilização da sua certificação, mas ainda não a tem efetivamente.

Quando são analisados os hospitais públicos, a situação fica ainda mais constrangedora no quesito certificação internacional. Dos 20 estabelecimentos municipais, apenas quatro obtiveram o atestado:  os hospitais Cidade Tiradentes e Benedicto Montenegro, na Zona Leste; a Maternidade Vila Nova Cachoeirinha, na Norte; e o Hospital M’Boi Mirim, na Zona Sul. Dos 45 estaduais da Grande São Paulo, cinco possuem certificações internacionais: o Vila Alpina e o Leonor Mendes de Barros, na Zona Leste; o Pirajussara, na Oeste; o Hospital Geral de Diadema, na região do ABC; e o Hospital Geral de Itapecerica da Serra, na região metropolitana.

Link: diariosp

< Anterior | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | Próximo >